Inflamação do nosso corpo: o que é, causas e efeitos

Hoje sabe-se que a inflamação do nosso corpo está entre as causas para algumas das doenças mais comuns na sociedade ocidental. O que é a inflamação do nosso corpo, quais as causas, consequências e quais os alimentos anti-inflamatórios são alguns dos temas que vamos abordar nos próximo artigos.

Antigamente quando se falava em alimentos, o objectivo era emagrecer, melhorar a imagem do nosso corpo, ou ter uma alimentação correcta à luz da Roda dos Alimentos. Hoje nutrição é saúde. Sabe-se mais sobre as características e nutrientes de cada alimento, os seus efeitos colaterais e começa-se a desmistificar algumas crenças enraizadas na sociedade atual.

O que é a inflamação no nosso corpo?

A inflamação é uma reacção do nosso sistema imunitário. O nosso sistema imunitário reage sempre que identifica uma ameaça ao nosso corpo: uma bactéria, vírus, químicos ou células danificadas. É o seu processo de cura. É este processo que faz com que o nosso corpo seja capaz de ultrapassar uma gripe ou de fazer a cicatrização de uma ferida. Quando por exemplo, batemos com a perna na esquina da mesa, despoleta-se um processo bioquímico que liberta as Citocinas, proteínas que irão regular a resposta do nosso corpo, e reunir hormonas e nutrientes do nosso corpo necessários para “reparar” os tecidos danificados.

Há dois tipos de inflamação: aguda ou crónica. Elas diferem em questões como a sua duração ou que a originou.

Inflamação Aguda

A inflamação aguda é a reacção do nosso sistema imunitário e o seu processo de cura face a ameaças como as referidas anteriormente: uma bactéria, um vírus, um corte que fizemos na pele, uma parte dorida do corpo fruto de uma queda. Normalmente é uma reacção imediata e intensa mas temporária e os seus efeitos demoram no máximo alguns dias a passar.

Inflamação crónica

A inflamação crónica é um processo prolongado no tempo, pode durar meses ou até anos.  Surge quando o sistema imunitário não consegue eliminar a ameaça, quando sofremos de doenças autoimunes, quando estamos expostos a algum químico, em doses muito baixas. Asma, Sinusite crónica, Osteoartrite e Artrite reumatóide, Úlceras, Doença de Crohn e Doença Inflamatória Intestinal são algumas das doenças cujo um dos efeitos é a inflamação.

No entanto, há outros fatores que influenciam a inflamação prolongada do nosso corpo: o stress, uma alimentação desequilibrada ou desadequada (por exemplo, se formos intolerantes a algum alimento ou comermos muitos alimentos que causam inflamação), o excesso de peso, a falta de exercício, a poluição, fumar ou o consumo excessivo de álcool.

Possíveis consequências da Inflamação crónica

A investigação sobre os seus efeitos está longe de estar terminada mas há já alguns riscos que médicos e cientistas sabem estar relacionados com a Inflamação crónica.

Riscos Cardiovasculares

Um estudo da Universidade de Standford concluiu que as doenças coronárias estão relacionadas com genes associados à inflamação do organismo. Por outro lado, a inflamação leva  a que o corpo procure reparar os vasos sanguíneos inflamados e é nesta conjugação e processo bioquímico que por vezes se formam coágulos e lesões coronárias.

Diabetes

Já vários estudos concluíram que doentes com Diabetes tipo 2 tinham também níveis de Citocinas elevados. Conclusão: excesso de gordura corporal, especialmente no abdómen é sinal de inflamação crónica e esta desregula os indicadores de insulina, aumenta a resistência à insulina e leva à doença. Torna-se um ciclo vicioso. O corpo torna-se menos sensível à insulina, o que pode levar a excesso de peso e aumento da inflamação crónica.

Ossos

A inflamação crónica pode levar à perda de massa óssea, uma vez que interfere na regeneração dos tecidos ósseos e diminui a capacidade de absorção de nutrientes importantes para a saúde óssea como o cálcio e a vitamina D.

Depressão

Médicos e cientistas ainda não conseguiram identificar a relação directa entre a Inflamação crónica e a depressão, mas alguns estudos já concluíram que pessoas que sofrem de depressão apresentam um nível de inflamação no cérebro cerca de 30% superior do que pessoas que não sofrem desta doença. Por outro lado a Inflamação crónica está relacionado com sintomas como perda de apetite, tristeza ou dificuldades em dormir.

Vários estudos ainda verificaram que pessoas com acne, psoríase, problemas de sono, dificuldade em perder peso apresentavam também níveis de inflamação superiores à média. Não se conseguiu concluir que é a causa mas que é um factor comum.

Nos próximos artigos iremos falar sobre como diminuir o nível de inflamação do nosso corpo, que tipo de alimentos aumentam o nível de inflamação do nosso corpo e quais os alimentos Anti-inflamatórios.

 

Principais Fontes:

https://www.livescience.com/52344-inflammation.html

https://www.medicalnewstoday.com/articles/248423.php#what-is-inflammation?

https://www.prevention.com/health/signs-chronic-inflammation

http://www.health.com/health/gallery/0,,20898778,00.html#it-damages-bones–0