“Autoconsciência, aprender a conhecer-se, não ter medo de sentir, é o verdadeiro sentido de estar vivo.” conversa com Jaquelina Amado

Estivemos à conversa com a Jaquelina sobre os seu próximo workshop: Detox Emocional e Mental. Falámos sobre as emoções, os pensamentos, as crenças e o seu papel na forma como vivemos.

Jaquelina, quando a conheci há mais de 10 anos, uma das suas preocupações enquanto psicóloga e terapeuta era ensinar ferramentas para que as pessoas que acompanhava pudessem utilizá-las e se tornassem capazes de lidar com os desafios que enfrentavam.

Com base no seu percurso e experiência, qual a importância desse processo: de identificarmos e entendermos os desafios que vivemos e saber lidar com eles, através dessas ferramentas/técnicas?

A vida desenvolve-se por ciclos que apelam à mudança, expansão e crescimento os quais nos apresentam desafios e tensões. A minha atenção para com as pessoas que acompanho foi sempre, dar novos recursos, equipá-las melhor para serem bem sucedidas nos desafios que a vida lhe colocasse. Apesar de termos os nossos recursos para lidar com as circunstâncias, hoje em dia somos mais desafiados, não porque as coisas sejam mais difíceis mas porque vivemos a vida de forma mais agitada e corrida, sem tempo.

O Workshop pretende dar ferramentas simples mas muito eficazes desde que aplicadas de forma regular. Integrar essas ferramentas dentro de uma rotina que ocupe 15 minutos do dia. Pretende-se com este Workshop apostar na prevenção, envolver a pessoa no seu processo de auto-cura e de uma forma saudável, sem riscos, totalmente segura. É também um apelo à auto-consciência, aprender a conhecer-se, não ter medo de sentir, porque isso é verdadeiramente o sentido de estar vivo.

Nos próximos dias 20 e 21 de Abril, vamos ter um workshop focado no “Detox Emocional e Mental”. Porquê a necessidade de fazermos um detox às nossas emoções e mente?

As novas correntes terapêuticas são integrativas, o que é isso significa? Trabalha-se o corpo físico, os processos mentais e as emoções, é isso que vamos fazer. Haverá uma parte teórica seguida de práticas. Lidamos diariamente com situações que geram emoções e pensamentos, muitos deles negativos que se tornam tóxicos quando acumulados no nosso sistema ou como lhe chamamos o nosso “corpo” emocional e mental. Não sabemos como nos libertarmos de maneira positiva e  sem recorrer a medicamentos que muitas vezes tem também os seus efeitos secundários. Essas emoções não processadas, quando acumuladas durante muito tempo começam a causar danos, podendo até provocar processos de doença. Temos assistido  a um aumento de casos de Burnout que é um estado de exaustão físico e mental intenso, em que se misturam sintomas depressivos e ansiosos. Toda a doença tem uma componente mental/emocional (aliás é a área da psicossomática).

 

No workshop “Detox Emocional e Mental” será abordada a questão do nosso sistema de crenças e dos nossos arquétipos internos. Qual a importância destes 2 factores na forma como vivemos e percepcionamos a realidade?

O nosso sistema de crenças é o filtro pelo qual percepcionamos a realidade, é a nossa interpretação dessa realidade. É formado pelo conjunto de valores, princípios e formam a nossa identidade social. Os arquétipos são como personagens ou padrões da psique humana e são universais. Esses arquétipos funcionam em conjunto com a personalidade, agem de forma sub-consciente como uma força ou energia com vida própria em nós. Crenças negativas e arquétipos, podem agir de forma a sabotar, daí a importância de termos consciência da sua presença  na nossa dinâmica interna.

 

Que técnicas vamos explorar o workshop, que nos ajudem a resgatar o nosso equilíbrio emocional e mental?

A questão é mesmo encontrar o equilíbrio através de técnicas de Medicina Energética como o Tapping que é a estimulação de certos pontos (meridianos) e a respiração, sempre envolvida. Não há mudança, nem cura sem respiração. Aprender a respirar é um poderoso auxilio pois a respiração está envolvida em todos os processos da vida até ao nível celular. Se quisermos mudar a forma como nos sentimos e agimos na vida precisamos de proporcionar ao nosso cérebro novas sinapses, que abrem novos circuitos neuronais para novas sensações e novos padrões mentais. Por isso é que muitas vezes as pessoas dizem que mudar é difícil, porque a química do cérebro está padronizada. Serão ensinadas técnicas de auto-aplicação diária como: a posição integral, Tapping, e Zero Point Field.

Mais informações sobre o workshop: aqui.