O meu filho vai para o ensino superior e agora? (2ª parte)

ensino
O meu filho vai para o ensino superior e agora? (2ª parte)

Na primeira parte deste artigo pudemos reflectir sobre vários tópicos: mais opções académicas, mudança do mercado de trabalho e profissões, conceito de carreira, perfil dos alunos e as competências para 2020.

Há ainda outro tópico que não foi abordado: muitos dos recrutadores nas empresas e até professores já são da geração millennials, ou seja, a forma de recrutar colaboradores e até de leccionar está a sofrer significativas alterações. É mais um factor a ter em conta e de reflexão sobre as alterações nesta área.

Hoje vamos incidir na parte prática. Para compreender e ajudar os jovens deixo as seguintes estratégias:

  • Pesquisar e conhecer mais sobre a Geração Z e iGen, estas teorias ajudam-nos a perceber melhor como funciona esta nova geração, logo poderemos dar melhores respostas;
  • Fomentar a curiosidade, autonomia e prática, será através destas três características que os jovens irão desenvolver as competências reveladas pelo Fórum Economico Mundial;
  • Para desenvolver soft skills, uma das melhores experiências, é o voluntariado ou estar envolvido em trabalho associativo. Dê o exemplo e vivam este desafio em conjunto;
  • Não pressionar pois tornar-se-á mais um critério de peso nesta tomada de decisão;
  • Estimular positivamente a consciencialização para o tema colocando-se no lugar do jovem;
  • Pergunte-se: se hoje tivesse que ingressar no ensino superior, com o novo leque de opções, com vista numa possível profissão, como seria o meu processo de tomada de decisão?
  • Mostrar-se genuinamente interessado e disponível para desenhar, em conjunto, várias soluções, partilhando as suas dúvidas e exemplos práticos no trabalho;
  • Quando necessitarem de um elemento externo para levantar novos pontos de vista recorrer a um acompanhamento profissional.

Estamos a viver uma transição desafiante e o papel de todos é relevante pois, esta geração que ingressa no ensino superior e mercado de trabalho, terá grandes desafios. Se os millennials fazem a ponte entre a geração anterior e a seguinte, é a Geração Z que estará encarregue de integrar todas as novas práticas e inovações na nossa sociedade.