Publicado em

Estilo Pessoal: Sente que não tem um estilo definido?

estilopessoal

Estilo Pessoal: Sente que não tem um estilo definido?

Quer entre clientes, quer entre amigas, oiço muitas vezes afirmações como: “Preciso mesmo de definir um estilo!” ou “O meu estilo é uma confusão”.

A grande questão que se coloca é: “Qual é o meu Estilo Pessoal?” Não é fácil responder a esta questão de forma objectiva e concisa, o que gera alguma confusão e atrapalhação na escolha diária da roupa e nas compras.

Também é uma dúvida que se coloca constantemente? Sente que não tem um estilo pessoal bem definido e isso deixa-a frustrada e desanimada?

Essa sensação é muito mais comum do que pensa… Mas não fique desanimada, pois resolução para essa insegurança e frustração é mais fácil do que parece! Existe algo essencial a referir e que será o centro de toda esta questão:

Cada mulher é especial, com um Estilo Pessoal muito único e igual a nenhum outro!

O que é que isto quer dizer realmente? Na minha opinião não existe a necessidade de catalogar o Estilo Pessoal de cada mulher. Nem sequer é benéfico definir um estilo muito rígido e manter-se fiel para todo o sempre.

O Estilo Pessoal de cada uma de nós, na maioria das vezes, vai caracterizar-se por ser uma mistura de vários estilos, conjugada de acordo com a personalidade e estilo de vida. A esta mistura poderá chamar o seu Estilo pessoal.

Por isso, é muito natural que pense que o o seu “estilo é uma confusão”. Pois, na verdade, o seu Estilo Pessoal não é nada linear e objectivo. Assim sendo, pode identificar no seu guarda-roupa peças de vários estilos, podendo ou não haver um que seja predominante.

Além disso, é perfeitamente normal que possa ter peças bem diferentes para ocasiões diferentes, como por exemplo, o estilo a adoptar num emprego formal não deverá ser igual ao estilo que pode ter nas suas folgas. Ou o estilo que escolhe para uma festa não será igual ao estilo certo para uma reunião de negócios, etc, etc…

Tendo tudo isto em conta, a minha sugestão é:

Não tente definir um estilo único e rígido. Siga a sua personalidade e misture à vontade peças de diferentes estilos. No entanto, não se esqueça de avaliar com bom senso o local ou ocasião e escolha algo adequado.

O resultado final será o seu Estilo Pessoal, a sua marca no mundo!

Irá mostrará aos outros quão especial é!

Estilo Pessoal: uma mistura de diferentes estilos

Pode fazer misturas mais suaves, ou seja, entre estilos mais parecidos, por exemplo, conjugando umas calças de ganga casual com uns ténis desportivos; ou misturas mais contrastantes, ou seja, entre estilos mais distintos, conjugando um vestido feminino com blusão de cabedal mais roqueiro.

Use a imaginação, experimente várias coordenações e, principalmente, divirta-se!

Quer saber como pode criar o seu Estilo Pessoal único e especial?

Beijinhos,

Rita C.

Fonte das imagens: https://pt.pinterest.com/consultoriadeim/style-it/

Publicado em

Faça o seu rótulo!

rótulo
Workshop – Faça o seu rótulo!
com Lara Prazeres

————————————-

Faz as suas bolachas e vai começar a vender dentro de pacotes? Gostava de vender as compotas em feiras ou numa loja? Faz pão e vende embalado? Se respondeu SIM a alguma questão então este workshop é para si!

A longo do workshop iremos construir um rótulo para as suas embalagens, de forma prática não esquecendo o enquadramento da legislação. Expanda o seu negócio, com rótulos inovadores e com a informação legal que necessita. Não iremos esquecer as dicas!!!

Do que está à espera?

————————————-

Dia: 7 de fevereiro

Horário: 19h-21h30

Valor por pessoa: 25€

Local: Cowork da Praia

Morada: Praça do Junqueiro, nº3, Loja B, 2775-597 Carcavelos

Incrições: geral@vidaself.com

————————————-

NOTA: Todos os workshops terão um certificado de presença em pdf e informação enviada por mail, que inclui documentação e legislação.

————————————-

Biografia da formadora:

«Sou a Lara Prazeres, co-founder e diretora tecnica da Natural by L. Sou formadora certificada desde 2008. Licenciada em Biotecnologia dos Produtos Naturais e Mestre em Bioquímica com especialização em plantas. Faço consultoria na área da qualidade, onde acompanho projectos de licenciamento de cozinhas domésticas para desenvolvimento de negócios de pequenas produções alimentares. Apaixonada pelo o que faço, aprendi a não desistir e assim tento transmitir aos outros que também é possível tornar as nossas ideias em pequenos negócios.»

Publicado em

Como se levantar cedo e tornar-se uma pessoa madrugadora

dormir

Se é como eu, é o tipo de pessoa que desliga o despertador 15 vezes antes de finalmente se levantar da cama. Durante muito tempo, esse sistema do despertador funcionou muito bem para mim. Mas à medida que me tornei mais envolvida no trabalho percebi que ficar acordada até tarde não me estava a beneficiar. Na verdade, estava a prejudicar-me.

Embora possa ser difícil tentar ser uma pessoa matinal, não é impossível. Na verdade, depende muito do que faz antes de se deitar. Se quiser que a sua vida seja diferente, e quer de facto começar a ter mais controlo sobre ela, vamos reprogramar os nossos dias e começar a levantar-nos mais cedo.

Porquê acordar cedo?

Como todos os meus companheiros noctívagos podem confirmar, os madrugadores às vezes são irritantes. Enquanto ainda estamos no processo de ter o nosso quarto ou quinto ataque à cafeína, eles já estão a todo o gás no trabalho depois de terem ido ao ginásio, de terem tomado o pequeno-almoço, e de terem feito qualquer outra  atividade produtiva que as pessoas deste calibre fazem logo de manhã. Na verdade, muitas vezes tenho questionado a sanidade destas aves madrugadoras…

«A alegria matinal pode ser extremamente enfadonha.» – William Feather

Mas quando me questionei sobre o porquê de achar os madrugadores irritantes, percebi que a realidade é que estava com ciúmes deles. Pelo simples facto de se levantarem mais cedo do que eu, eles podem fazer mais coisas, são geralmente pessoas mais felizes, e, já agora, não gritam ativamente ao sol como uma espécie de lobisomem bizarro.

«É simples: se quer ser mais produtivo, acorde cedo.» – Ryan Holiday, autor de bestsellers internacionais.

Cientistas da Universidade de Aachen realizaram exames cerebrais a 59 pessoas. Dezasseis eram madrugadoras, 23 eram noctívagas e 20 eram intermédios. Os scans mostraram que as pessoas que acordavam cedo tinham significativamente mais matéria branca em várias áreas do seu cérebro do que os seus homólogos.

Matéria branca é o tecido adiposo que facilita a comunicação entre as células nervosas, o que significa que quem acorda cedo tem literalmente uma estrutura cerebral diferente. Isso faz com que essas pessoas possuam uma melhor função cognitiva e sejam muito mais propensos a serem criativos e produtivos.

«Deitar cedo e levantar cedo, torna um homem saudável, rico e sábio.» – Benjamin Franklin

Ou seja, se aumentar as suas hipóteses de sucesso ou se simplesmente ficar mais saudável não lhe interessa, então não continue a ler. Mas se quiser começar a levantar-se mais cedo, aqui está o que precisa de começar a fazer antes de ir para a cama:

  1. Crie uma lista de tarefas

Uma das razões pelas quais as pessoas matutinas são mais propensas a serem grandes pensadoras é simples: elas realmente planeiam o que farão no dia a seguir.

Pense nisso: a razão pela qual a maioria das pessoas adormece tarde é porque muitas vezes está a trabalhar até altas horas da noite ou tem aquela sensação incómoda de que deveria estar a fazer algo. Eventualmente, essas noites transformam-se num hábito e as pessoas acabam por fazer maratonas na Netflix até de manhã.

Os notívagos tendem a focar-se no que está à frente deles. Porque se levantam mais tarde, em vez de mais cedo, a maior parte do dia já se passou e, à medida que o sol se põe, a sua motivação e produtividade declinam. Assim, em vez de serem superprodutivos de manhã, acabam a ter de “apanhar o comboio” rapidamente, tentando avançar com tudo o que queriam fazer naquele dia. Depois, deitam-se demasiado stressados, a olhar para o teto e a tentar dormir, cheios de ansiedade. Em vez de contar carneirinhos, estão ocupados demais a contar todas as tarefas perdidas naquele dia e a stressar com a quantidade de trabalho que precisa de ser feita no dia seguinte.

Portanto, a solução é muito simples, faça o que as pessoas mais bem-sucedidas do mundo fazem e, em vez de se preocupar, comece a preparar o seu amanhã criando uma lista de tarefas.

Escrever uma lista de tarefas para o dia seguinte obriga-o a pensar de modo mais proativo. Além disso, anotar tudo tira esses monstros assustadores da sua cabeça e permite que os veja pelo que eles realmente são. Então pare de stressar e pensar no quão mau será o dia de amanhã e comece a preparar-se para ele.

  1. Dê a si mesmo um motivo para estar animado

Não se consegue mudar de um momento para o outro estes hábitos de sono. Um dos primeiros passos que necessita é uma simples mudança de mentalidade. Em vez de temer tudo o que o amanhã pode trazer, encontre algo para ficar animado.

Um dos segredos dos empreendedores bem-sucedidos madrugadores é que eles não vão imediatamente para o trabalho. A maioria passa a primeira parte da manhã com a família, ou a fazer uma sessão de meditação, ou até a jogar ténis ou outro tipo de desporto. Se se sente desencorajado por histórias como a da CEO da Pepsi, Indra Nooyi, que acorda sempre às 4h da manhã, está a esquecer-se é que ela só vai trabalhar às 7h da manhã.

Como mencionei anteriormente, um problema muito comum para os noctívagos é que eles sentem-se sempre como se estivessem a tentar acompanhar o resto do mundo. Então, em vez de passar as primeiras horas a colocar a cabeça no lugar certo, você sai imediatamente para o trabalho e fica stressado. Não é de admirar que odeie as manhãs!

Em vez de ficar ansioso pelo dia seguinte, comece a ansiar no bom sentido pela manhã, certificando-se de que há algo para aproveitar quando acordar.

Não precisa necessariamente de começar a fazer mudanças drásticas como, de repente, correr 6 km todas as manhãs, mas apenas encontrar coisas pequenas e simples para apreciar. Você pode fazer o mesmo, planeando um pequeno-almoço que adore, ou reservando um bocado para ler um livro que anda a devorar.

Em breve descobrirá que as suas manhãs serão as horas mais silenciosas do seu dia, livres de distrações. E terá muitas oportunidades de se entusiasmar ao incorporar esses rituais matinais no seu dia. Mas se ainda está a lutar para encontrar uma razão para se animar de manhã, relaxe e lembre-se de que é um empreendedor! Está a fazer algo que a maioria do mundo teme fazer sozinho.

«Se está a mudar o mundo, está a trabalhar em coisas importantes. Estará animado para acordar de manhã.»- Larry Page

  1. Largue o telefone

Quantos de vocês estão a ler este artigo no vosso telefone enquanto estão na cama? Se sim, desligue imediatamente o telefone e durma! Nos últimos anos, tem havido uma tendência preocupante: as pessoas estão, em média, a dormir cada vez menos, a cada ano que passa. Uma pesquisa recente descobriu que 65% dos adultos do Reino Unido estão a dormir apenas seis horas e meia todas as noites.

Isso tornou-se um problema tão grande que os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças o consideraram um problema de saúde pública, encorajando os adultos a obter as sete a oito horas de sono recomendadas todas as noites. Embora haja muitas razões por detrás dessa tendência, a mais importante é o aumento de dispositivos móveis, com mais de 90% dos lares americanos, por exemplo, a possuírem três ou mais dispositivos.

Um infográfico do Huffington Post mostra que a maioria de nós dorme com nossos telefones ao lado das camas. E o que tem o seu telefone tem a ver com o sono? Bem, como qualquer um que já teve um vizinho barulhento, a sua qualidade de sono afeta drasticamente como se sente na manhã seguinte.

É um facto documentado que a luz de fundo de cada smartphone emite uma luz azul. Essa luz é geralmente emitida durante o dia, então quando o seu corpo é exposto à luz azul muito tempo depois do sol se pôr, o seu corpo fica confuso. Ele deixa de produzir melatonina, a hormona que o deixa sentir-se cansado e isso perturba gravemente seu ciclo de sono.

Embora o seu telefone possa funcionar bem como um despertador, pode dizer-me honestamente se poderá resistir à tentação de verificar um último email ou terminar apenas mais um nível de Candy Crush se o seu telemóvel estiver ao seu lado? São coisas que só vão encher a sua cabeça com ainda mais stress e ansiedade, tornando ainda mais difícil adormecer!

Então faça um favor a si mesmo e deixe-o a carregar do outro lado da sala ou, melhor ainda, não o tenha no seu quarto. Não precisa dessas luzes de notificações a mantê-lo acordado a noite toda.

  1. Relaxe com alguns rituais

Agora que fez a sua lista de tarefas, ficou animado para o dia seguinte e colocou o seu telefone de parte, finalmente é hora de relaxar.

É aqui que se desconecta completamente do resto do mundo e apenas descomprime, porque há poucas coisas piores do que tentar dormir quando está stressado.

Para o ajudar a relaxar ainda mais, experimente atividades como:

Ler um livro. O objetivo é tirar a sua mente do trabalho, não stressá-la ainda mais. Portanto, encontre um bom livro de ficção que goste e deixe-se perder noutro mundo por um bocado.

Faça alongamentos leves. Para libertar qualquer tensão do seu corpo e ajudar a descomprimir.

Fazer o pequeno-almoço. Dê a si próprio algo para se animar de manhã e faça, no dia anterior, um avanço ao próximo pequeno-almoço, poupando assim decisões no momento. Tente fazer uma aveia para a manhã – super fácil de fazer, muito nutritiva e pode fazer com o sabor que quiser!

Tomar um banho quente. Ajuda a relaxar corpo e mente.

Certifique-se também de otimizar o ambiente e criar boas rotinas no seu quarto. Certifique-se de que o quarto é apenas para dormir. É importante gerir a sua rotina corretamente e manter o seu local de trabalho e de descanso completamente separados. Ao entrar nesse sistema, irá parar à terra dos sonhos assim que a sua cabeça encostar na almofada.

Conclusão

Se está a lutar para acordar cedo todas as manhãs, eu sei exatamente como se sente. No entanto, não precisa esconder vários despertadores por toda a sala ou usar uma dessas apps loucas de alarmes, em que precisa de tirar uma foto a algo para o desativar. Não faça da tarefa de acordar mais do que ela já é. Porque, como descobri, as manhãs não são tão más assim. Nessas horas silenciosas, quando ninguém espera nada de si, você tem paz e tranquilidade para si mesmo. É incrível não ficar em pânico todas as manhãs. Então, recupere as suas manhãs e o seu dia simplesmente preparando-se para dormir. Faça um favor a si mesmo e comece a preparar com antecipação o dia de amanhã, porque quem sabe o que o manhã lhe trará?

Artigo adaptado de: https://foundr.com/get-up-early/

Publicado em

10 razões para usar Spirulina

spirulina

Com o nosso abastecimento de nutrientes empobrecido e estilo de vida moderno ocupado, muitos de nós procuram maneiras fáceis de abraçar uma nutrição mais completa na nossa dieta.  Alguns alimentos ajudam-nos a colmatar essas carências. A Spirulina é um deles. Descubra porque é que esse superalimento é digno desse elogio, e como ele pode beneficiar a sua saúde!

O que é Spirulina?

A spirulina é um tipo de alga azul-verde. Mais tecnicamente, é classificada como uma “cianobactéria” e cria a sua própria energia através da luz solar, da mesma forma que as plantas.

É cultivada e colhida em todo o mundo, do México, África, Japão, Havai, até a Austrália. Cresce em águas de baixo nível alcalino, mas pode sobreviver em fontes de água doce e fresca.

Mas não é apenas uma mera “alga da lagoa” glorificada! pode ser um dos alimentos mais densos em nutrientes no planeta. É uma fonte rica em: proteína, vitaminas B, vitaminas C, D, E e ferro. Além disso, apenas uma colher de sopa de spirulina em pó fornece 21% de Dose Diária Recomendada de cobre e boas quantidades de manganês, magnésio e potássio.

História do uso da Spirulina

Registros iniciais indicam que os aztecas antigos gostavam de spirulina e venderam “bolos de spirulina” já no século XVI. Acredita-se que oferecia uma boa fonte de proteína na antiga dieta asteca, e o Lago Texcoco ainda hoje é uma fonte rica de spirulina.

Mais recentemente, a NASA investigou este alimento como fonte de nutrição para os astronautas!

 

Top 10 Benefícios do uso de Spirulina

1 – É uma maneira simples de impulsionar os seus verdes!

Nem sempre tem tempo de comer as porções recomendadas de vegetais? Não está sozinho! As estatísticas mostram que a maior parte das pessoas não ingere vegetais suficientes nas suas dietas diárias.

Ao adicionar uma pequena colher de spirulina num copo de água ou sumo fresco, você pode aumentar a sua quota verde em menos de um minuto!

2 – A Spirulina pode ajudar a desintoxicar metais pesados, particularmente arsénio

O corpo humano é agredido por toxinas de muitas fontes: o ar que respiramos, a comida que comemos e a água que bebemos é muitas vezes poluída por produtos químicos potencialmente prejudiciais para a saúde humana.

Em particular, a Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou que a América é afetada por níveis anormalmente altos de arsénio inorgânico. Milhões de pessoas no Médio Oriente também são afetadas por envenenamento por arsênio.

Como existem poucas soluções existentes para tratar esta intoxicação em escala global, os pesquisadores estudaram a ação  da spirulina. Um pequeno estudo com pessoas com envenenamento por arsénio descobriu que o extrato de spirulina, em conjunto com um suplemento de zinco, diminuiu os níveis fisiológicos de arsénio em 47%.

3 – Pode baixar a inflamação

Crê-se que a spirulina oferece bons benefícios anti-inflamatórios. O principal motor por trás desse benefício foi atribuído à sua ação antioxidante. Os radicais livres podem danificar as nossas células e DNA e este dano pode levar à inflamação e a numerosas doenças. No entanto, as propriedades antioxidantes da spirulina podem ajudar a evitar que esse dano.

4 – A Spirulina pode ajudar com a recuperação muscular

É atleta ou sofre de músculos doloridos após um treino?

Parte da razão para a fadiga dos músculos durante e após o exercício deve-se a um fenómeno chamado “dano oxidativo induzido pelo exercício”.  Os antioxidantes podem ajudar a reduzir esse processo!

Alguns estudos mostraram que pode aumentar a resistência e atrasar o tempo de fadiga. Acredita-se que isso seja devido ao seu alto teor de antioxidantes.

5 – A Spirulina pode ajudar a equilibrar seus níveis de açúcar no sangue

Embora a pesquisa seja preliminar e de pequena escala, há evidências iniciais que sugerem que a spirulina pode auxiliar na regulação do açúcar no sangue.

Estudos iniciais mostraram que a Spirulina melhorou os níveis de açúcar no sangue e HbA1C (um marcador de sangue que controla os níveis de glicose no sangue). No entanto, são necessárias mais pesquisas para fundamentar esta relação.

6 – A Spirulina pode ajudar a tratar candidíase

O crescimento excessivo de Candida é um problema comum de saúde que afeta muitas pessoas no mundo ocidental. Os pesquisadores acreditam que uma maior ingestão de açúcar, dieta ácida / processada e o uso excessivo de drogas antifúngicas / antibióticas podem estar a contribuir para este aumento.

A candidíase tem sido associada a doenças como a Síndrome do Intestino Permeável,  problemas digestivos e, possivelmente, até doenças auto-imunes.

Numerosos estudos demonstraram que a Spirulina tem propriedades antimicrobianas e pode ser um tratamento complementar útil para a candida. Além disso, a Spirulina também parece aumentar os níveis de bactérias saudáveis dentro do microbioma, o que pode inibir ainda mais o crescimento da candida.

7 – É uma tintura verde natural!

Esqueça os aditivos artificiais e as cores químicas… um pouco de pó de spirulina pode ser usado para colorir bolos e cupcakes!

Dica: A spirulina tem um sabor ligeiramente amargo e de terra. Isso geralmente pode ser mascarado com um pouco de pasta orgânica de vagem de baunilha e edulcorante natural.

8 – A Spirulina pode ajudar a prevenir o cancro

Há algumas pesquisas que sugerem que  tem um efeito positivo no sistema imunológico e pode aumentar o número de anticorpos e células que combatem o cancro.

Um estudo também destacou que a spirulina é uma boa fonte de compostos tetrapirrolicos, que possuem ações antioxidantes e antiproliferativas.

9 – A Spirulina pode significar boas notícias para o seu coração!

A spirulina mostrou ter efeitos favoráveis sobre o colesterol, reduzindo o colesterol “mau” e aumentando as coisas boas! Outras pesquisas descobriram que apenas uma grama de spirulina diariamente pode baixar os triglicerídos em 16,3%.

Coletivamente, isso pode ajudar a reduzir seu risco de doença cardíaca.

10 – Complementos com Spirulina podem ajudar até nas alergias

Muitas pessoas sofrem de sinusite crónica e de rinites alérgicas. Alguns especialistas acreditam que a rinite pode ser desencadeada por inflamação. E a ótima notícia é que a spirulina pode diminuir essa inflamação! Alguns estudos descobriram que a spirulina pode reduzir a secreção nasal, congestionamento, comichão e espirros.

 

Que Spirulina devo tomar?

Dado que cresce na água, é tão pura quanto a água de onde vem.

Verifique com os fabricantes de produtos se a spirulina foi cultivada em água pura e não contaminada. Além disso, procure marcas orgânicas certificadas, pois geralmente possuem padrões de qualidade mais rigorosos.

A Spirulina é segura para todos usarem?

A spirulina pura e não contaminada geralmente é considerada como segura de usar. No entanto, como em tudo, existem algumas exceções.

Em primeiro lugar, como mencionado acima, certifique-se de que está a escolher spirulina de boa qualidade. A spirulina contaminada tem sido causadora de problemas digestivos, danos ao fígado e arritmia.

Além disso, alguns especialistas dizem que crianças e mulheres grávidas não devem comer produtos de algas, incluindo a spirulina.

Se não gostar do sabor da spirulina em pó, tomar spirulina em cápsulas poderá ser uma boa alternativa.

Fonte: www.foodmatters.com
Publicado em

15 dicas para melhorar o seu sono

sono

Uma boa noite de sono é tão importante quanto o exercício regular e uma dieta saudável. Pesquisas mostram que um sono pobre tem efeitos negativos imediatos nas suas hormonas, no desempenho do exercício e na função cerebral. Em adultos e crianças, também pode causar ganho de peso e aumentar o risco de doenças. Em contraste, um bom sono pode ajudá-lo a comer menos, a praticar melhor exercício e a ser mais saudável no geral.

Ao longo das últimas décadas, tanto a qualidade quanto o número de horas de sono diminuíram. Na verdade, muitas pessoas geralmente dormem pouco e mal. Se você quiser optimizar a sua saúde ou perder peso, então, obter uma boa noite de sono é uma das coisas mais importantes que pode fazer. Aqui estão 15 dicas baseadas em evidências comprovadas para dormir melhor à noite.

1 – Aumentar a exposição à luz durante o dia

O seu corpo tem um relógio natural que tem uma espécie de guarda-tempo conhecido como ritmo circadiano. Isso afecta o seu cérebro, corpo e hormonas, ajudando-o a ficar acordado e dizendo ao seu corpo quando é hora de dormir. A luz solar natural durante o dia ajuda a manter seu ritmo circadiano saudável. Isso melhora a energia diurna, bem como a qualidade e duração do sono noturno.

Em pacientes com insónias, a exposição diurna à luz melhorou a qualidade e a duração do sono. Também reduziu o tempo que levou a adormecer em 83%.

Um estudo semelhante com idosos demonstrou que 2 horas de exposição solar durante o dia aumenta a quantidade de sono em 2 horas e a eficiência deste em 80%. Até à data, a maior parte das pesquisa são em pacientes com problemas graves de sono. No entanto, mesmo se você tiver um sono médio, a exposição diária à luz provavelmente ajudará a melhorar.

Você pode conseguir isso obtendo exposição diária à luz solar ou, se isso não for prático, investir num dispositivo de luz brilhante artificial ou lâmpadas.

2 – Reduzir a exposição da luz artificial à noite

A exposição à luz durante o dia é benéfica, mas a exposição à luz artificial noturna tem o efeito oposto. Novamente, isto é devido ao seu impacto no seu ritmo circadiano, enganando seu cérebro para pensar que ainda é dia. Isso reduz hormonas como a melatonina, que o ajudam a relaxar e dormir profundamente.

A luz azul é o pior, dado que é emitida em grandes quantidades por dispositivos electrónicos, como smartphones e computadores. Existem vários métodos populares que você pode usar para reduzir a exposição a essa luz. Esses são:

  • Utilize aplicações como o f.lux para bloquear a luz azul no seu laptop ou computador.
  • Instale uma aplicação que bloqueia a luz azul no seu smartphone. Estes estão disponíveis para iPhones e telefones Android.
  • Pare de assistir TV e apague todas as luzes brilhantes 2 horas antes de ir para a cama.

3 – Não consumir cafeína no final do dia

A cafeína possui numerosos benefícios e é consumida, por exemplo,  por 90% da população dos EUA.

Uma dose única pode melhorar o foco, a energia e o desempenho desportivo. No entanto, quando consumido no final do dia, estimula o seu sistema nervoso e pode impedir que o seu corpo relaxe naturalmente à noite. Num estudo, o consumo de cafeína até seis horas antes de se deitar piorou significativamente a qualidade do sono. A cafeína pode permanecer elevada no sangue por 6-8 horas. Portanto, beber grandes quantidades de café depois das 15h ou 16h não é recomendado, especialmente se é sensível à cafeína ou tem problemas para dormir.

Se você anseia por uma chávena de café no final da tarde ou à noite, beba café descafeinado.

4 – Reduza sestas de dia irregulares ou longas

Enquanto sestas curtas foram comprovadas como benéficas, sestas longas ou irregulares durante o dia podem afectar negativamente seu sono. Dormir durante o dia pode confundir o seu relógio interno, o que significa que você pode depois ter dificuldade para dormir à noite.

Num estudo, os participantes acabaram por andar mais sonolentos durante o dia após ter feito várias sestas. Outro estudo descobriu que, enquanto que dormindo 30 minutos ou menos pode melhorar o funcionamento diurno do cérebro, as sestas mais longas podem afectar negativamente a saúde e a qualidade do sono.

No entanto, alguns estudos mostraram que aqueles que estão acostumados a fazer sestas  diurnas regulares não sofreram de má qualidade ou interromperam o sono durante a noite. Se você faz sestas diurnas regulares e dorme bem, provavelmente não é um problema. Como sempre, depende da pessoa.

5 – Tente dormir e acordar em tempos consistentes

O ritmo circadiano do seu corpo funciona num ciclo definido, alinhando-se com o nascer e o pôr-do-sol. Ser consistente com o seu sono e os seus tempos de vigília podem ajudar na qualidade do sono a longo prazo.

Um estudo descobriu aqueles que tinham padrões de sono irregulares e que iam dormir tarde aos fins-de-semana, demonstravam um sono pobre . Outros estudos têm mostrado que padrões de sono irregulares podem alterar o seu ritmo circadiano e níveis de melatonina, que sinalizam o sono do seu sono.

Se você tem dificuldade em dormir, tente acostumar-se a acordar e ir para a cama todos os dias à mesma hora. Depois de várias semanas, talvez não precise de um alarme.

6 – Tome um suplemento de melatonina

A melatonina é uma hormona-chave do sono que sinaliza seu cérebro quando é hora de relaxar e ir para a cama.

Um suplemento de melatonina é uma ajuda extremamente popular para adormecer mais rápido e melhorar a qualidade do sono. Muitas vezes usado para tratar insónias, pode ser uma das maneiras mais fáceis de adormecer mais rápido.

Foi revelado num estudo que 2 mg de melatonina antes de adormecer melhoraram a qualidade do sono e energia no dia seguinte, e ajudaram as pessoas a adormecerem mais rápido. Outro estudo descobriu que a metade dos participantes adormeceu mais rápido e teve uma melhoria de 15% na qualidade do sono.

A melatonina também é útil quando se viaja e se ajusta a um novo fuso horário, pois ajuda o ritmo circadiano do seu corpo a retornar ao normal. Em alguns países, você precisa de uma receita para melatonina. Noutros, a melatonina está amplamente disponível nas lojas ou online. Leve em torno de 1-5 mg, para tomar 30-60 minutos antes de ir para a cama.

Comece com uma dose baixa para avaliar a sua tolerância e, em seguida, aumente lentamente conforme necessário. Como a melatonina pode alterar a química do cérebro, é aconselhável verificar com um profissional médico antes de usar.

7 – Considere estes outros suplementos

Vários suplementos podem induzir o relaxamento e ajudá-lo a dormir, incluindo:

  • Ginkgo biloba: uma erva natural com muitos benefícios, pode ajudar no sono, no relaxamento e na redução do estresse. Tome 250 mg, 30-60 minutos antes de ir para a cama.
  • Glicina: alguns estudos descobriram que 3 gramas do aminoácido glicina podem melhorar a qualidade do sono.
  • Raiz de Valeriana: esta raiz é apoiada por vários estudos que mostram que pode ajudá-lo a adormecer e melhorar a qualidade do sono. Tome 500 mg antes de deitar.
  • Magnésio: responsável por mais de 600 reações dentro do corpo, estudos mostram que o magnésio pode melhorar o relaxamento e melhorar a qualidade do sono.
  • L-Teanina: um aminoácido, a l-teanina pode melhorar o relaxamento e o sono. Tome 100-200 mg antes de ir para a cama.
  • Lavanda: um poderoso suplemento à base de plantas com muitos benefícios para a saúde, a lavanda pode induzir um efeito calmante para melhorar o sono.
  • Certifique-se de testar estes suplementos um a cada vez. Claro, eles não são uma varinha mágica para resolver problemas de sono, mas podem ser úteis quando combinados com algumas das outras dicas neste artigo.

8 – Não beba álcool

Beber bebidas alcoólicas à noite pode afectar negativamente o seu sono e hormonas. O álcool é conhecido por causar ou aumentar os sintomas de apneia do sono, ronco e padrões de sono interrompidos. Também altera a produção noturna de melatonina, que desempenha um papel fundamental no ritmo circadiano do seu corpo.

Outro estudo descobriu que o consumo de álcool à noite diminui o aumento noturno natural da hormona do crescimento, que desempenha um papel importante no ritmo circadiano e tem muitas outras funções-chave.

9 – Otimize o ambiente do seu quarto

Muitas pessoas acreditam que o ambiente do quarto e a sua configuração são fatores-chave para uma boa noite de sono. Isso pode incluir aspectos como temperatura, ruído, escolha de móveis e a sua disposição, luzes externas e outros. Numerosos estudos têm destacado o ruído externo, muitas vezes do tráfego, como causador de problemas de saúde e problemas de saúde a longo prazo.

Um estudo que investigou o ambiente de quarto das mulheres descobriu que cerca de 50% das participantes perceberam a melhoria da qualidade do sono quando foram introduzidas reduções de ruído e iluminação.

Para otimizar o ambiente do seu quarto, tente minimizar o ruído externo, luz e luzes artificiais de dispositivos (como os despertadores). Certifique-se de que o seu quarto é um lugar calmo, relaxante, limpo e agradável.

10 – Defina a temperatura do seu quarto

A temperatura do corpo e do quarto também pode afetar profundamente a qualidade do sono. Como você já pode ter experimentado durante o verão ou férias, pode ser muito difícil dormir bem quando está muito quente. Um estudo descobriu que a temperatura do quarto afetou a qualidade do sono ainda mais do que o ruído externo.

Outros estudos mostram que o aumento da temperatura do corpo e do quarto pode diminuir a qualidade do sono e aumentar a vigília. Cerca de 20°C, parece ser uma temperatura confortável para a maioria das pessoas, embora dependa sempre das suas preferências e do que você está acostumado.

11 – Relaxe e limpe sua mente à noite

Muitas pessoas têm uma rotina de pré-sono que os ajuda a relaxar. As técnicas de relaxamento antes de ir para a cama demonstraram melhorar a qualidade do sono e são outra técnica comum usada para tratar as insónias.

Num estudo realizado, uma massagem relaxante melhorou a qualidade do sono em pacientes doentes.

Existem muitas estratégias que você pode tentar, incluindo ouvir música relaxante, ler um livro, tomar um banho quente, respirar profundamente e visualizar.

Teste métodos diferentes e descubra o que funciona melhor para si

12 – Tome um banho ou um duche relaxante

Um duche ou um banho relaxante é outra maneira popular de dormir melhor.

Estudos demonstraram que pode melhorar a qualidade geral do sono e ajudar as pessoas a adormecerem mais rápido, especialmente os idosos. Num estudo realizado, verificou-se que um banho quente de 90 minutos antes de dormir melhorou a qualidade do sono e ajudou os participantes a obter maiores quantidades de sono profundo.

Alternativamente, se você não quer tomar um banho completo durante a noite, estudos mostram que apenas tomar banho nos pés em água quente pode ajudá-lo a relaxar e melhorar o sono.

13 – Despiste se não tem um transtorno do sono

Uma condição de saúde subjacente pode ser a causa dos seus problemas em dormir.

Um problema comum é a apneia do sono, que causa uma respiração inconsistente e interrompida. Pessoas com este transtorno param de respirar repetidamente enquanto dormem . Esta condição pode ser mais comum que você pensa. Estudos revelaram que 24% dos homens e 9% das mulheres apresentavam esta condição.

Se você sempre teve dificuldades em dormir, pode ser aconselhável falar com um médico sobre isso.

14 –  Obter uma cama, colchão e almofada confortáveis

Algumas pessoas perguntam-se por que é que dormem quase sempre melhor num hotel. Bem, além do ambiente relaxante, a qualidade da cama também pode ter efeito. Um estudo analisou os benefícios de um novo colchão por 28 dias. Descobriu-se que reduziu a dor nas costas em 57%, a dor no ombro em 60%, a rigidez nas costas em 59%, e melhorou a qualidade do sono em 60%.

Além disso, roupas de baixa qualidade podem levar ao aumento da dor lombar. Mas “o melhor colchão” e a “melhor roupa de cama” são extremamente subjetivos. Se você vai substituir a sua cama, baseie a sua escolha em preferências pessoais.

Recomenda-se que substitua a sua cama pelo menos a cada 5-8 anos. Se você ainda não substituiu o seu colchão ou cama de vários anos, esta pode ser uma correção muito rápida (embora possivelmente cara). Mas vale a pena.

15 – Exercício regularmente, mas não antes da cama

O exercício é uma das melhores formas de apoio científico para melhorar seu sono e saúde. Pode melhorar todos os aspectos do sono e tem sido usado para reduzir os sintomas da insónia. O exercício em quem tem insónia, pacientes com problemas graves, proporcionou mais benefícios que a maioria da medicação. O exercício reduziu o tempo de adormecer em 55%, o tempo total desperto em 30%, a ansiedade em 15% e o aumento do tempo de sono total em 18%.

Embora o exercício diário seja fundamental para uma boa noite de sono, realizá-lo muito tarde no dia também pode causar problemas para adormecer para algumas pessoas. Isto é devido ao efeito estimulante do exercício, que aumenta o estado de alerta e hormonas como a epinefrina ou adrenalina. No entanto, alguns estudos não mostram efeitos prejudiciais, portanto, claramente depende do indivíduo.

O sono desempenha um papel fundamental na sua saúde. O sono insuficiente aumenta o risco de obesidade em 89% em crianças e em 55% em adulto. Outros estudos concluíram que menos de 7-8 horas por noite aumenta seu risco de desenvolver doenças cardíacas e diabetes tipo 2.
Se você está interessado em ter saúde e bem-estar, então deve fazer do sono uma prioridade absoluta na sua vida.
Fonte: www.healthline.com
Publicado em

7 dicas para permanecer saudável durante a época de gripe

gripe

Com o frio vem a estação da gripe e este ano não será diferente. Os vírus andam mais resistentes e é hora de nos prepararmos.

Reunimos 7 impulsionadores imunológicos que nos ajudarão a evitar a gripe, nesta temporada:

1. Faça um stock de tudo o que é fermentado. Aproveite para consumir alguns alimentos que impulsionam as bactérias intestinais boas tais como: o kombucha (é uma bebida obtida pela fermentação do chá, preto ou verde, açucar e pela adição de culturas de bactérias ou levedura), o kimchi (é típico na Coreia. Trata-se de um acompanhamento feito com vegetais fermentados em um molho bastante apimentado), os picles, o tempeh (é um alimento fermentado, produzido por meio da fermentação controlada de grãos de soja cozidos com uma cultura de Rhizopus), o iogurte, os leites fermentados, o Kefir, o Chucrute, o Natto (é um alimento tradicional japonês feito de soja fermentada, popularmente degustado no café da manhã) e Miso (uma pasta de soja fermentada, produzido a partir dos feijões de soja cozidos e misturados com outros cereais)  entre outros. Considerando que seu intestino é parte fundamental do seu sistema imunológico, você deseja mantê-lo saudável.  Comece a comer probióticos no dia a dia para se proteger da gripe.

2. Adicione alguns alimentos à sua dieta. Existem muitos alimentos que estimulam a imunidade. Ter uma gama diversificada no seu sistema é uma maneira comprovada de ajudar a construir um sistema imunológico forte, que pode atuar como um escudo para a gripe. Consumir uma dose forte de vitaminas, como beta-caroteno da papaia e cenouras, vitamina C do kiwi e bagas, vitamina D de cogumelos, magnésio de abacates, etc.

3. Adicione o açafrão e gengibre aos seus sumos. Aumente os superalimentos na sua dieta, adicionando ingredientes de todos os tipos no seu sumo ou smoothie matinal. O gengibre e açafrão são conhecidos por lutar contra a inflamação e ajudar a dar ao sistema imunológico um impulso muito necessário.

4. Medite diariamente. Meditar é ótimo para a alma e, indiscutivelmente, ainda melhor para sua imunidade. Desligar a sua mente regularmente ajuda a aliviar o stress e a ansiedade, acalmando os seus nervos e dando força ao seu sistema imunológico.

5. Experimente um extracto de equinacea. Os extractos basicamente são pequenas garrafas com conta-gotas que estão cheias de compostos concentrados, de fontes naturais, que ajudam com o stress, o sono e muito mais. Mas, para impulsionar o sistema imunológico, a equinácea é a sua melhor aposta: algumas gotas por dia podem, naturalmente, lutar contra O vírus antes mesmo de começar. (E curá-lo 30% mais rápido, se você ficar doente.)

6. Mantenha um horário de treino consistente. Se você pratica ioga ou corre, certifique-se que faz atividade física numa base regular. Não só é excelente para sua saúde física e mental, mas também reduz o stress, o que constrói um sistema imunológico mais forte.

Proteja-se da gripe, cuidando de si e de forma mais natural.
Fonte: www.wellandgood.com/
Publicado em

Como construir o roupeiro dos seus sonhos?

roupeiro

Decerto já idealizou o roupeiro dos seus sonhos, um closet magnífico, cheio de peças da última coleção… Sonhar acordada é possível! Mas a realidade por vezes é bem diferente.

O roupeiro está atolado e nem sequer consegue ver as peças que tem e sempre que tem de escolher um look, pensa “O que vou vestir, não tenho nada para vestir”, segue-se uma sensação de querer deitar tudo fora, ir a correr às lojas e comprar tudo novo! Começa a ansiedade, as questões sobre o seu corpo, a dieta que tem que fazer para caber naquelas calças, a confusão entre ideias, sensações e emoções são um turbilhão que começam a controla-la e a sufocam! Calma! Não é a única neste estado! Existem muitas pessoas com estas questões e digo-lhe, do que já estudei e das pessoas que já apoiei, existe solução!

Passo 1

O primeiro passo para um bom roupeiro é o seu autoconhecimento. De nada serve construir um roupeiro que só funciona em sonhos! Existe vida, existe uma pessoa, hábitos, estilos, corpos, silhuetas, gostos pessoais, preferências e uma série de atividades que compõem o dia-a-dia. Perceba as suas crenças limitadoras. Quais são os seus medos? Como está a sua autoestima, a sua valorização pessoal? Tende a vestir-se para passar despercebida? Não gosta que olhem para si?

Por vezes a origem de algumas crenças está na sua infância ou em algum momento da sua vida em que lhe apontaram o dedo, lhe disseram que não iria ser capaz, ou que a rejeitaram. Analise.

Passo 2

O segundo passo é começar a enfrentar o espelho! Comece a olhar para si, sem críticas! Desafie-se perante o espelho! Tire fotografias a si própria e olhe para elas! Passamos o tempo inteiro a ver os outros, é importante que passe a ver-se a si mesma!

É fundamental ter no seu roupeiro um espelho de corpo inteiro.

Passo 3

Comece por analisar o que tem! Retire as suas peças do roupeiro e analise as que usou no último ano. Existem peças que já não se revê? Retire. Doe. Recicle. Deixe apenas as peças que lhe fazem sentido. Liberte-se das ideias de que vai voltar a vestir isto quando tiver menos 5 quilos. Embora a moda seja cíclica, as peças vão-se modernizando, com cortes, silhuetas, tecidos diferentes – o que vai acontecer é que vai acabar por adquirir mais peças e manter as velhas. Aprenda a praticar o desapego!

Passo 4

Planear, organizar, arrumar e iluminar! Para ter aquele roupeiro que idealiza, pense em ter as peças visíveis, divididas por tipos e cores. Tenha luz no seu espaço. Se não for possível luz natural, coloque um candeeiro de pé alto.

Invista em si! Organize e componha o roupeiro à sua medida (estou cá para a apoiar)!

Esqueça rótulos e seja dona do seu próprio estilo! Só assim é que será valorizada!

Torne os seus sonhos realidade!

Publicado em

Rossana em “Agora Nós”

Rossana Appolloni em entrevista à RTP 1 (18/02/2016)

 Veja aqui http://media.rtp.pt/blogs/agoranos/videos/10-dicas-para-um-vida-mais-feliz

Publicado em

“A Verdade Nua e Crua”… de Kevin O’Leary

finanças

Aquela mulher em Beacon Hill estava longe de ser pobre. Tinha meios, mas nunca aprendera a gerir as suas finanças. Tinha medo e estava sozinha. Os olhos encheram-se-lhe de lágrimas. Se estivesse a fazer-me uma proposta no Lago dos Tubarões, eu dir-lhe-ia:

— Controle-se. As lágrimas não acrescentam qualquer valor à proposta.Nos negócios, o dinheiro e as emoções não combinam. Mas aquela mulher não estava a pedir-me dinheiro. Não estava a propor-me uma ideia. Estava a pedir-me ajuda. E eu queria ajudá-la.Tentei obter mais algumas informações.— Como recebe agora o seu dinheiro? — perguntei.

— Todos os meses, o rendimento dos investimentos é depositado diretamente. E depois há outro depósito automático que me aparece na conta uma vez por mês, só não sei bem de onde vem. Uso o cartão bancário para fazer levantamentos das contas. Tenho tanta vergonha de saber tão pouco sobre as nossas finanças!

— Já falou com o seu gestor de conta?

— Já, mas não percebo nada do que ele me diz. Nunca fui muito boa com dinheiro, e era por isso que o meu marido tratava de tudo.

— E porque veio pedir-me ajuda?

— Talvez porque acredito que me dirá a verdade.

Inclinei-me para ela como se fosse dar-lhe a informação mais importante que alguma vez receberia.

— Ouça-me com muita atenção — disse-lhe. — Até que saiba exatamente qual é a sua situação financeira, até ter uma noção claríssima da sua situação monetária — dos fluxos que entram e que saem, das despesas, das poupanças, dos investimentos, de tudo, e até consultar um perito —, não pode dar dinheiro NENHUM. Nada. Nem aos netos, nem aos irmãos. Nem um tostão. Compreende?

Ela acenou com a cabeça, ainda lutando contra as lágrimas. Aquela mulher precisava que alguém de confiança lhe examinasse as contas e elaborasse um plano financeiro intuitivo que lhe fosse fácil de seguir e garantisse que o dinheiro lhe duraria até ao fim da vida. Dei-lhe o meu cartão e o número de telefone de um bom amigo que é um excelente consultor financeiro, e recomendei-lhe que se mantivesse em contacto.

Ao afastar-me, não me senti muito bem com a conversa. Estremeci ao pensar como é fácil que tudo corra mal a alguém sem qualquer sentido financeiro, mesmo que tenha dinheiro. Uma reviravolta desfavorável no mercado, um mau empréstimo, um investimento mal aconselhado e todo o dinheiro pode desaparecer. E depois, quem tomaria conta daquela mulher?

A inspiração para este livro nasceu desse momento, de uma conversa casual numa esquina com alguém que, em desespero, me pediu ajuda com as suas finanças. Apesar de as pessoas sempre me terem pedido conselhos em matéria de investimentos, nunca me considerei um perito em finanças pessoais. Mas sou perito em dinheiro. Por isso, este livro vai ser diferente dos outros livros que oferecem conselhos financeiros. Este livro não será só sobre dinheiro, mas sobre a nossa relação com o dinheiro. Sempre acreditei que, se melhorarmos a nossa relação com o dinheiro, teremos mais dinheiro. Vou demonstrar porque é isto verdade, e como construir estabilidade financeira através de uma atitude diferente perante as finanças pessoais.

O meu objetivo é simples: sugerir-lhe formas práticas de poupar dinheiro, investir melhor e cortar nos custos — em todas as fases da vida, do berço ao túmulo. Ensinar-lhe como educar crianças com sabedoria financeira que não gastem demasiado nem se endividem muito cedo. Mostrar-lhe como os jovens podem formar-se com menos dívidas e em melhores condições de pagarem os empréstimos para estudantes. Descrever-lhe como falar aos seus entes queridos sobre dinheiro e como garantir que as suas relações românticas, casamentos e parcerias não sejam ensombrados por dívidas, gastos excessivos e preocupações financeiras. Ajudá-lo a evitar erros frequentes com crédito e cartões de crédito, na compra de casas ou carros ou na dissipação de fortunas em produtos de luxo que não se valorizam com o tempo.

Mas, acima de tudo, guiá-lo através de todas as fases da vida e pontos decisivos, ajudando-o a chegar, na sua velhice, a um ponto em que o dinheiro e a liberdade lhe tragam conforto e segurança. Está pronto para iniciar este trajeto comigo? Então vamos começar.»

Saiba mais sobre os livros AQUI.

Publicado em

O retorno da corrida

Não há quilómetros inúteis. É possível que pessoas bem‑intencionadas lhe tenham dito o contrário. Dir‑lhe‑ão que quilómetros inúteis são aqueles que faz só por fazer. Talvez para aumentar a quilometragem semanal. Talvez porque verificou que os bons corredores tendem a correr muito e concluiu, por isso, que mais é melhor. Garantir‑lhe‑ão que quilómetros inúteis são perda de tempo, pois não o ajudam a atingir os seus objetivos. Não acredite. Permita‑me que repita: não há quilómetros supérfluos. Desde que não esteja tão lesionado que isso afete a sua postura, ou tão doente que se sinta muito pior depois de correr, todos os quilómetros são úteis.

Aqueles que avisam contra os quilómetros inúteis costumam mencionar a lei do retorno decrescente. «Depois de um número x de quilómetros por semana», afirmam, «o benefício retirado de qualquer corrida começa a decair.» E têm razão. Mas o retorno decrescente continua a ser retorno. Se estiver suficientemente motivado para correr um pouco mais com vista a melhorar a sua condição física, não hesite.

Mesmo que pense que uma corrida não o fará ficar em melhor forma, ela trar‑lhe‑á outros benefícios. Facilita a circulação sanguínea, desanuvia‑lhe a mente, afasta-o do computador, queima calorias, põe‑no em contacto com a natureza, ajuda-o a passar tempo com amigos, permite‑lhe desfrutar do tão necessário tempo sozinho, fá‑lo manter um bom ritmo de treino, e muitos mais.

Estes aspetos da corrida que têm pouco a ver com maximização do desempenho são, geralmente, ignorados por quem avisa contra os quilómetros inúteis. Há milhões de motivos para ir correr hoje. Nenhum deles está relacionado com correr mais depressa no próximo fim de semana. Quantos mais destes motivos fizerem sentido para si, menos razões terá para acreditar em quilómetros inúteis.»

Saiba mais sobre o livro AQUI.